• Gustavo Gaiarsa

Viajando de trem pela Itália: dicas essenciais

Viajar de trem na Itália é fácil, conveniente e você ainda pode apreciar as lindas paisagens sem ter que se preocupar em dirigir. Mas, para não cair em armadilhas, é bom entender direitinho quais são as companhias, os tipos de trem, como comprar os bilhetes e o que fazer antes do embarque.


Em um post anterior aqui no blog eu disse que a melhor forma de se chegar em Florença é de trem. Isso porque a Itália tem uma vasta e moderna rede ferroviária, com grandes estações nas principais capitais e linhas secundárias espalhadas por grande parte do interior do país.


Muitas vezes vale mais à pena pegar um trem de uma cidade a outra do que um vôo ou um transfer privado, por conta da frequência dos trens, do preço das passagens (mais baratas que um transfer) e da conveniência do serviço, você pode chegar na estação 20 minutos antes do seu trem partir, ao invés de 2 horas antes de um vôo.


Apesar de ser vasta e razoavelmente moderna, os trens na Itália podem sofrer atrasos, principalmente no inverno por conta de nevascas, acidentes ou defeitos nos trens e linhas. Ainda assim é um serviço muito conveniente e não se pode nunca contar com o atraso, portanto chegue sempre na estação pelos menos 20 minutos antes do horário marcado para a partida do seu trem.


Companhias e tipos de trem

Existem na Itália diversos tipos de trem e 2 companhias que os operam, a estatal Trenitalia e a Italo, que é privada. Ambas operam os trens de alta-velocidade, que podem chegar aos 300 km/h, mas só a estatal opera trens regionais e os regionais-velozes.


Os trens de alta velocidade, como os Freccia da Trenitalia, operam somente entre cidades principais, onda há grandes estações que comportam esse tipo de operação. As passagens para esses trens de alta velocidade são sempre com horário e lugar marcados, esses trens têm distinção entre primeira e segunda classe, restaurante, wifi e banheiros a bordo. Os bilhetes para esses trens podem ser comprados com até 6 meses de antecedência e é possível alterar a reserva desde que a categoria do bilhete não seja Super-Economy, Ida e Volta no Mesmo Dia ou outras categorias de promoções da Trenitalia. Qualquer que seja a classe escolhida ou o tipo de bilhete, você sempre terá, nos trens Freccia, uma mesinha à sua frente e uma tomada para carregar seu celular ou laptop.


Já os trens regionais e regionais-velozes são mais simples, não existe lugar marcado nem wifi, nem mesinha e nem restaurante à bordo, embora haja banheiros (nem sempre muito limpos). Os bilhetes para esses trens podem ser comprados tanto online como nas estações e são válidos por 4 horas à partir do momento que foi validado.


A diferença principal entre os regionais e os regionais-velozes é que o primeiro para em todas as estações intermediárias, enquanto os regionais-velozes não param em estações secundárias. Uma viagem em um regional normal é bem mais demorada do que uma viagem em um regional-veloz ou em um trem de alta velocidade, portanto a diferença de preço entre os diversos tipos de trem pode valer a pena pela economia de tempo.


Como comprar os bilhetes

É sempre mais barato comprar os bilhetes para os trens de alta velocidade com uma boa antecedência, e comprar online seu bilhete, antes de sair do Brasil é uma ótima opção. Até pouco tempo atrás as únicas opções eram comprar através dos sites das próprias companhias, que só tinham opções de site em italiano ou em inglês, além de serem muito confusos e pouco seguros, ou pela RailEurope no site em português, mas com uma sobretaxa absurda para cada bilhete.


Recentemente foi lançado um novo site e App para celular, o Trainline - www.trainline.com.br - que é um site muito mais fácil de navegar, tem versão em português, não cobra sobretaxa nos bilhetes (é o mesmo preço de comprar direto da companhia) e ainda compara as melhores tarifas entre as companhias, horários e classes disponíveis. Com o Trainline você pode tanto pesquisar e comprar seus bilhetes para os trens na Itália, como para muitos outros países da Europa, e o site aceita pagamentos seguros com cartões de crédito ou PayPal.


O que fazer antes de embarcar

Se você tiver comprado seu bilhete online, tudo o que você precisa para embarcar, além da sua bagagem, é ter o bilhete impresso em uma folha A4 ou em PDF no seu celular ou tablet.


Nesse caso não há necessidade de validar o bilhete, ele já é validado automaticamente, portanto basta chegar na estação com 20 minutos de antecedência, procurar sua plataforma (binario) no painel de partidas (partenze), ir até o vagão (carrozza) especificado no bilhete e encontrar seu lugar. Se você tiver bagagem deve deixa-la no compartimento para bagagens na entrada de cada vagão ou, se for só uma mala de mão, coloca-la no compartimento de bagagens acima do seu acento. Mas, como eu já escrevi quando dei dicas de segurança em Florença, preste atenção à sua bagagem caso o trem faça paradas intermediárias antes de chegar ao seu destino final.


Caso você não tenha comprado seu bilhete com antecedência e o tenha comprado nas bilheterias da estação ou nas máquinas automáticas na estação, você terá que validar o bilhete antes de subir à bordo do trem.


Validar o bilhete é muito simples e indispensável. Basta inserir o bilhete, alinhado à esquerda, na máquina igual a da foto. Durante a viagem um controlador vai passar pela cabine para verificar se você tem o bilhete e se ele foi validado. Viajar sem o bilhete validado, ou sem bilhetes, pode acarretar em uma multa que varia entre €50 e €200, além do preço do bilhete, e que deve ser paga na hora.



As principais estações de trem da Itália

Saber qual é a principal estação de cada cidade é indispensável para não errar na hora de comprar o bilhete, as principais estações das principais cidades turísticas italianas são:

  • Roma - Roma Termine

  • Milão - Milano Centrale

  • Torino - Torino Porta Nuova

  • Florença - Firenze Santa Maria Novella (SMN)

  • Bolonha - Bologna Centrale

  • Nápoles - Napoli Centrale

  • Veneza - Venezia Mestre (fora do centro histórico)

  • Veneza - Venezia Santa Lucia (perto do centro histórico)

  • Verona - Verona Porta Nuova

  • Pisa - Pisa Centrale (perto do centro da cidade)

  • Pisa - Pisa San Rossore (mais perto da Piazza dei Miracoli, onde fica a torre)

Agora que você já sabe como viajar de trem pela Itália, fique ligado no blog, Instagram, Facebook e YouTube da Pomodoro Tours e não esqueça de marcar seu passeio por Florença e pela Toscana comigo.


Boa viagem!


#guiabrasileiro #toscana #toscanaautentica #sigaessetomate #guianatoscana #italia #viagemeturismo #florença #roteirosdeviagem #dicasdeviagem #roteiropersonalizados #viajar #turismo #firenze #tourguide #pomodorotours #privatetour @pomodorotours


Fotos: Internet/Divulgação


Pomodoro Tours di Pelosini Gaiarsa Gustavo P.IVA 06723760481

  • Facebook
  • Instagram